De onde vem o controle do campo Código de Barras – RF05L-BRCDE na FB02?

Publicado por:Renan Correa Wed, 11 May 2022
Compartilhe:
11 de May de 2022

Origem da dúvida

Num projeto de rollout conversando com um colega de FI chegamos na discussão de quais coisas precisavam ser ajustadas para os processo do BR e veio o tópico do número do boleto.

Levantaram a bola que precisava habilitar o campo “Payment reference” para habilitar o número do boleto, mas eu não lembrava de ter mudado nenhuma configuração em outros projetos para habilitar esse campo.

Resolvi ir a fundo e ver a raiz desta história. Precisa ou não precisa do “Payment Reference”?

Como que isso aparece para BR e não aparece para outros países?

Como analisa um caso desses?

Abri uma FB02 num sistema que já tinha alguns boletos criados, peguei o nome do campo (RF05L-BRCDE) e o nome da tela e fui olhar a definição dela.

Eu já sabia que não tem campo número do boleto na configuração de controle de tela de FI, então sabia que tem algum trambique nessa história.

Na tela SAPMF05L 0302 (a tela da FB02 onde aparece o número do boleto) o campo RF05L-BRCDE está marcado como input e output ( ou seja aparece e pode ser editado ). Ok, tudo bem até aí.

O pulo do gato vem da aba Modification Groups/Functions, que está com esse parâmetro ‘067’:

Tanto o BNKREF (nº referencia bancária) como o BRCDE tem esse grupo 067 atribuído.

Só por aí eu jah sei que vai ter lógica no código para ter um tratamento especial, os campos que são controláveis só por “field status” não tem esses grupos marcados.

Olhando o controle na prática

Sabendo dessas informações da tela, campo e comportamento especial resolvi botar a análise na prática. Para isso abri novamente a FB02 e fiz um debug rápido usando screen-name com o nome do campo no watchpoint.

Voilà!

E não é que tem uma uma lógica hard-coded no sistema para o grupo 067?

Se a empresa do documento for do ‘BR’ o campo segue sua vida normal com input válido.

Se for de outro país o sistema define o return code como 4.

No form seguinte o sistema identifica o comportamento para o RC = 4 no “WHEN OTHERS” e basicamente muda o campo para não aparecer na tela.

Tá explicado o comportamento!

Moral da história, o código de barras aparece para empresas do brasil na FB02. PONTO. Sem configuração.

Agora uma última coisa. Normalmente falamos (eu e outros consultores) em preencher o código de barras, mas isso não faz sentido neh? O que entramos no sistema é a sequência númerica que o código de barras representa. Achei engraçado pensar nisso agora. Devo ter um senso de humor meio estranho.

Valeu Gurizada,

Renan Correa